Terapia por Ondas de Choque

Minha foto
Recife, Pernambuco, Brazil
Medico especialista em Ortopedia e Traumatologia. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia SBOT, Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo e Sociedade Brasileira de Terapia por Ondas de Choque. GOT GRUPO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Recife PE

domingo, 11 de setembro de 2016

video
O Tratamento por Ondas de Choque é um método seguro, não invasivo com excelentes resultados em patologias ortopédicas que não obtiveram sucesso com outros modalidades terapêuticas como fisioterapia , infiltrações ou acupuntura. Mesmo sendo quase isento de complicações , o tratamento por ondas de choque não deve ser usado em casos agudos , antes das outras formas mais simples de tratamento que podem resolver o problema. Se você teve uma indicação de realizar este tratamento procure um Médico certificado pela SBTOC, que possa lhe orientar se esta é realmente a melhor maneira de tratar a sua patologia.

sábado, 4 de junho de 2016

TRATAMENTO POR ONDAS DE CHOQUE NAS LESÕES MUSCULARES

Embora a grande maioria das lesões musculares cure sem formação de cicatriz fibrosa, a proliferação dos fibroblastos pode, às vezes, ser excessiva, resultando na formação de um tecido cicatricial denso dentro do músculo lesionado. Em tais casos, a cicatriz pode criar uma barreira mecânica que atrasa consideravelmente ou mesmo restringe completamente a regeneração das fibras musculares.
A restauração do suprimento vascular é um pré-requisito para a recuperação morfológica e funcional dos músculos lesionados. O tratamento por ondas de choque juntamente com a fisioterapia pode ser importante na recuperação da lesão muscular crônica , auxiliando na recuperação principalmente de atletas. ‪#‎lesõesmusculares‬‪#‎ondasdechoque‬ ‪#‎eswt‬

domingo, 17 de abril de 2016

Tratamento por Ondas de Choque na Osteoartrose do Joelho

O tratamento por Ondas de Choque já tem indicações consagradas na fasciite plantar , tendinopatia do Aquiles e tendinopatia calcária do ombro. Porém estudos recentes vem incluindo nestas indicações outras patologias onde as ondas de choque também podem beneficiar pacientes que sofrem com dor crônica e não conseguem obter resultado positivo com outros tratamentos convencionais .
A osteoartrose, ou simplesmente artrose é um processo inflamatório e  degenerativo da articulação  que acomete milhares de pessoas no mundo causando dor e incapacidade. O joelho , por ser uma articulação de carga é uma das  mais acometidas por esta patologia, e atinge principalmente mulheres após os 45 anos de idade. Muitos destes paciente passam a desenvolver um quadro de dor crônica que não responde de forma satisfatória a medicamentos e fisioterapia. Nestes casos o tratamento por ondas choque pode ser útil na melhora dos sintomas de dor e mobilidade do joelho com osteoartrose, muitas vezes adiando a necessidade de uma intervenção cirúrgica.


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

TRATAMENTO POR ONDAS DE CHOQUE NA PSEUDOARTROSE

O tratamento de fraturas , mesmo quando realizado de forma correta , promovendo a estabilidade necessária para que a fratura consolide bem , pode não ter o resultado esperado.
Daí vem o retardo de consolidação e até mesmo a pseudoartrose, que nada mais é do que a fratura que não consolidou.
Esta falha do organismo pode ocorrer por falta de estabilidade ou por falta de estímulo biológico para que ocorra a consolidação.
Neste último caso o tratamento com ondas de choque de alta energia com tecnologia focal estimula a microcirculação local e aumenta a concentração de substancias que são regeneradoras e ajudam na consolidação da fratura.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

2º CONGRESSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO POR ONDAS DE CHOQUE #cbtoc2016

A SBTOC Sociedade Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque já definiu a data e local do 2º Congresso Brasileiro e Latino Americano . Será em Foz do Iguaçu entre os dias 7 e 9 de abril de 2016. Encontro imperdível para aqueles que se dedicam a este tratamento. A programação está sendo definida pela Diretoria da SBTOC e abordará as novas fronteiras deste tratamento de uma forma bastante interativa. #ondasdechoque 

domingo, 10 de maio de 2015

XVIII Congresso Internacional da ISMST

O XVIII Congresso Internacional de Tratamento por Ondas de Choque contou com a participação de 120 inscritos no Curso de Certificação e mais  170 no Congresso , totalizando 290 participantes oriundos dos 5 continentes, que puderam não apenas ouvir mas também participar de forma efetiva através do sistema de votação eletrônica, que permitiu a toda a platéia opinar sobre o que estava sendo apresentado , e eleger o melhor tema livre do Congresso.
A programação do Congresso foi dividida em módulos englobando várias áreas de interesse referentes a ESWT .
O primeiro módulo foi sobre área básica , incluindo a parte física e biológica da ESWT, mas também a histórica , com a palestra do Dr. Peter Mihaylov, médico da Bulgária , hoje radicado em Angola que mostrou como foi o início dos tratamentos com ondas de choque na Europa.
A seguir vieram as apresentações na área de pesquisa experimental  e veterinária mostrando resultados de estudos recentes  sobre cavitação e regeneração de fibras nervosas .
O módulo seguinte foi dedicado ao uso das ondas de choque nas Lombalgias e dores miofasciais, incluindo nesse bloco o trabalho do Dr. Ricardo Kobayashi (USP-SP) sobre a eficácia das ondas radiais no tratamento da lombalgia com dor miofascial. Também importante neste módulo foi uma apresentação sobre a influência da ESWT não focal em pacientes com lesão medular.
As indicações da ESWT nas patologias dos membros superiores foi o tema do módulo seguinte , destacando aspectos do tratamento da tendinite calcária do ombro e epicondilite lateral. Também foi mostrado o  uso das ondas de choque na  dor pós operatória da artroscopia do ombro e as alterações que a ESWT produz no sistema nervoso autônomo, influenciando no sistema de modulação da dor.
 Foi apresentado um bloco sobre aplicações diversas, estando nesta parte incluídas as novas indicações na área de Urologia no tratamento da disfunção erétil , infecções ortopédicas,  tratamento de feridas cutâneas e fibromialgia .

Merece destaque o módulo sobre as indicações ósseas das ondas de choque, com uma palestra do Dr. Wolfgang Schaden  e  diversos temas livres que abordaram a ação da onda de choque na osteonecrose da cabeça femoral, pseudo-artroses e como adjuvante na fixação de fraturas em ossos com osteopenia.
O último dia foi dedicado a dois módulos referentes à Medicina Esportiva e a patologias dos membros inferiores. Foram apresentados trabalhos mostrando indicações na osteíte púbica pela Dra. Ana Claudia Souza (RJ), tendinite patelar e  a ação das ondas de choque no padrão de ativação muscular em atletas saudáveis com objetivo de melhorar a performance em competições . Nas patologias dos membros inferiores foram apresentados trabalhos e palestras sobre as indicações clássicas das ondas de choque, onde foi ressaltada a importância do diagnóstico preciso da patologia que estará sendo tratada com a  onda de choque como forma de chegar a  um resultado satisfatório. Destaque neste módulo para as palestras dos brasileiros Bernard Meyer (RS) , Paulo Rockett (RS) e Paulo Kertzman (SP).
O Congresso da ISMST vale muito para quem se dedica ao Tratamento por Ondas de Choque , pois é uma oportunidade ímpar de confirmar que o que atualmente fazemos no Brasil é também feito em todo o Mundo, e que os avanços nesta área não param de acontecer através de novas idéias para indicações clássicas, bem como para novas indicações  que estão surgindo através de pesquisas na área clínica e experimental.

OYAMA ARRUDA JR.
Membro Efetivo da SBTOC (Sociedade Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque)
Membro Titular da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia)